Published On: qua, jan 30th, 2019

Pai e filhos são presos em Rio Branco do Sul acusados de assassinato

Share This
Tags

A Polícia Civil prendeu ADENILSON BUAVA e seu filho LEANDRO POLI BUAVA pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte), praticado contra JOSÉ POLI, de 83 anos de idade, o qual era avô de LEANDRO e genro de ADENILSON, o crime cruel aconteceu no dia 28 de dezembro do ano passado, na Estrada da Lavra, em Rio Branco do Sul.

As investigações da Polícia Civil revelaram que os Autores ADENILSON e LEANDRO sabiam que o idoso JOSÉ POLI, familiar deles, havia recebido valores em dinheiro, resultantes de dois salários mínimos e um décimo terceiro salário recebidos pelo idoso. Assim, no dia do crime, pai e filho, após beberem cachaça juntos, se muniram de um facão e foram de motocicleta até a casa da vítima, sendo que ADENILSON dirigia a moto e LEANDRO carregava o facão.

No local, LEANDRO desceu da moto e adentrou a residência da vítima, portando o facão que trazia consigo, exigindo que o idoso de 83 anos lhe entregasse os valores, enquanto seu pai ADENILSON permaneceu fazendo a segurança do local, esperando por seu filho. A vítima, porém, se negou a entregar o dinheiro para seu neto LEANDRO, razão pela qual LEANDRO atacou violenta e cruelmente o idoso, desferindo-lhe golpes de facão de estrangulando o pescoço da vítima (mata-leão), causando sua morte por asfixia mecânica e por ferimentos de facão. Vale dizer, o crime repercutiu e chocou toda a cidade de Rio Branco do Sul.

Após matar o próprio avô, LEANDRO vasculhou a casa da vítima e roubou R$ 1.600,00 abandonando o cadáver do avô no local e fugindo com seu pai ADENILSON na moto. Depois disso, LEANDRO e ADENILSON dividiram o dinheiro em R$ 800,00 para cada.

Vale dizer, os autores do crime foram vistos no local e hora dos fatos por uma testemunha, e a partir daí a Polícia Civil ouviu várias outras testemunhas e empreendeu várias diligências que possibilitaram Representar ao Poder Judiciário pela Prisão Preventiva dos Autores, o que foi deferido pela Justiça.

Os Autuados foram presos pela Polícia Civil de Rio Branco do Sul hoje, pela manhã, e levados a Delegacia, local onde confessaram a prática do crime de latrocínio, estando presos, à disposição da Justiça.

Fonte: Jornal Expresso