Published On: ter, set 5th, 2017

SAMU: Assinada Ordem de Serviço

Share This
Tags

Local abrigará ainda a Central de Ambulância, num investimento de R$ 261,3 mil

O prefeito Gerson Colodel e o vice-prefeito Daniel Lovato assinaram a ordem de serviço para a Construção e Ampliação do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Central de Ambulância de Almirante Tamandaré. Com um total de 258,29 m², a obra será feita pela empresa Meridional Serviços de Transporte e Terraplenagem Ltda, num investimento total de R$ 261,3 mil e prazo de 120 dias para execução. A estrutura funcionará atrás da Unidade de Saúde (US) Sede, com acesso rápido a Rodovia dos Minérios e ao Contorno Norte.

“A sede da Central de Ambulância e o funcionamento do SAMU serão marcos importantes para nossa cidade”, afirmou o secretário de Saúde, Ernesto Rossi. “O SAMU é uma porta aberta para os hospitais da Grande Curitiba. A partir do funcionamento dele, teremos mais facilidade para internar pessoas com traumatismos sérios, sem termos que esperar por vários dias a abertura de vagas da Central de Leitos do Paraná”, lembrou o prefeito Gerson Colodel. Ao todo, serão 258,29 m² de reforma e ampliação – sendo que 112,92 m² serão para o SAMU. O investimento total, inclusive mobiliário, somará R$ 447,6 mil.

Consórcio – O SAMU deverá funcionar em parceria médica com as cidades de Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Adrianópolis, Cerro Azul, Tunas do Paraná, Doutor Ulysses e Almirante Tamandaré. A ideia é que Almirante Tamandaré seja a base pólo dos municípios, com uma ambulância ALFA (de maior complexidade) para atender casos mais graves. No entanto, cada município deverá ter sua própria ambulância. Com a implantação do SAMU, os municípios da Microrregião Norte terão portas abertas na rede de urgência e emergência. Na prática, isso significa que os municípios poderão encaminhar pacientes para hospitais que complementem a rede no Estado.

Posto Sede – Na mesma solenidade, o prefeito Gerson Colodel entregou o projeto de viabilidade para reforma do Posto de Saúde da Sede para o membro do Conselho Municipal de Saúde, José Barbosa. A reforma custará R$ 704,8 mil.

Presenças – Participaram do evento: os vereadores Amarildo Portes, Ângelo Prodóscimo, Catarina Junior, Claudinho Zoinho, Dete Pavoni, Ednilson Caverna, Ferrugem, João Marcelo Bini (presidente da Câmara), Osvaldo Stival, Polaco e Vanderlei Giareta; os secretários municipais Mauro Perussi (Obras e Infraestrutura), Gerônimo Rocha (Planejamento e Urbanismo), Viviane Colodel (Cultura, Ação e Desenvolvimento Social), Deise Carvalho (Administração e Previdência), Jocélia Alves Fonseca (Família, Juventude, Esporte e Lazer), Cleomar Krausa (Habitação), Aristides Gustavo Machado (Ouvidoria e Assuntos Estratégicos) e Rubiamara Pavin (Recursos Humanos); o procurador da empresa Meridional, Antonio Elias de Faria; o ex-prefeito Roberto Perussi; e os jornalistas Jorge Estevam e Luciana Souza (Pacto e Fatos), Jauto Morais (O Repórter).