Published On: qui, nov 9th, 2017

Sanepar promete investimentos até 2020 em Tamandaré

Share This
Tags

Obras beneficiariam os mais diversos bairros do Município e melhoraria a rede coletora de esgoto em várias regiões

Representantes da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) apresentaram o plano de investimentos para Almirante Tamandaré entre 2018 e 2020, no auditório do Centro da Juventude (CJ). A empresa tem contrato vigente com o Município até 17 de abril de 2036. Atualmente, a empresa abastece uma população de 136 mil pessoas com água e 56,7 mil com esgoto (47% da população urbana). De acordo com Paulo Marini, gerente regional da Sanepar, os investimentos em rede de distribuição de água, adutoras e anéis de distribuição chegarão a R$ 17 milhões nos próximos três anos. Para se ter uma ideia, entre 1973 e 2015, foram investidos R$ 53,7 milhões.

Em esgoto sanitário, estão sendo concluídas algumas obras este ano. Na região do Campina do Arruda foram realizadas mil ligações de esgoto. Em Tranqueira, a estação elevatória de esgoto está recebendo investimentos como a linha de recalques, conduto e rede coletora de esgoto num total de R$ 5,1 milhões.

Já estão em processo licitatório, segundo a Sanepar, as obras para esgoto na região do São João Batista e Areias e do Monte Santo. Investimentos de quase R$ 6 milhões. Outras obras já foram licitadas e a execução estão previstas para o ano que vem, caso dos 62 quilômetros de rede de esgoto na região do Campina do Arruda, Humaitá e Colônia São Venâncio, num valor de R$ 10,8 milhões.

Estão em fase de projeto as melhorias das seguintes regiões: Sumidouro/São Felipe, Cachoeira, Lamenha Grande, Tanguá e Varova. O prefeito Gerson Colodel cobrou alguns problemas antigos para serem solucionados como a falta de água no Tanguá, cheiro forte no reservatório do Bonfim, preservação do Aquífero Karst. Os técnicos da Sanepar informaram que a situação de falta de água já foi solicionada e com os investimentos previstos não deverá mais ocorrer este tipo de problema de distribuição. Apenas no caso do Recanto dos Papagaios, a situação é mais séria porque envolve conscientização pública – já que a falta de água ocorre pela violação do reservatório e pelo vandalismo no local.

Captação de recursos – A Sanepar ainda busca recursos para ampliar a rede de esgoto nas regiões: Mato Dentro, Restinga Seca, Botiatuba e Colônia Antonio Prado.